Ciências Sociais

                                                                                         Com Breno Paulino

_______

Método Indutivo: Criado por Francis Bacon. É aquele pelo qual, através de observações particulares, chega-se à afirmação de um princípio geral. Então:
Particular -> Geral
Exemplo:
Cobre conduz energia;
Ouro conduz energia;
Ferro conduz energia;
-> Todo metal conduz energia

Método Dedutivo: Criado por Descartes. É aquele pelo qual, a partir de um princípio geral, chega-se a conclusões particulares. Então: Geral -> Particular
Exemplo:
Todo mamífero é vertebrado;
Todo homem é mamífero
-> Todo homem é vertebrado.

_______



As origens do pensamento sobre o social:

Tudo começou no Renascimento.
A mentalidade progressivamente torna-se laica (deixa de ser “governada” pela religião). O homem, aos poucos, vai assumindo o papel de agente da história e deixando de acreditar que tudo acontece segundo à vontade de Deus.
O conhecimento volta a ser resultado de um processo sistemático

Maquiavel escreve “O Príncipe” propondo ações que tornam o monarca capaz de conquistar, reinar e manter seu poder.

_______



Revoluções burguesas:

Possibilitaram o estudo da sociologia pela sistematização do pensamento científico -> ciência qualitativa.

O homem, com seu conhecimento, passou a querer dominar a natureza. “Se o conhecimento científico é válido para explicar a natureza, podemos, também, explicar a sociedade como fenômeno da natureza.”

Aspecto especial: anticlericalismo (http://pt.wikipedia.org/wiki/Anticlericalismo).

Voltaire destaca-se entre os filósofos.  Vai contra a Igreja Católica; chegando até a mover processos judiciais contra ela. Quando vence alguns processos, chegando a comprovar injustiças cometidas pela Igreja, ela perde o seu aspecto inquestionável, de fonte de poder secular, político e econômico.

Com a Igreja questionada, o homem passa a ser mais racional e a tomar posições.

O processo de descristianização atingiu o apogeu no século XIX.

Durkheim discute a Igreja como uma instituição social, um meio de integrar os homens em torno de ideias em comum.

Marx julgava a igreja pela falsa imagem dos problemas humanos, ligada à acomodação e à submissão pregadas por sua doutrina.

Assim, a Igreja e sua doutrina sofreram um processo de dessacralização.

Toda religião agora era vista como favorável ou desfavorável, conforme sua inserção na vida concreta e material dos homens.

Feuerbach: “O homem criou Deus à sua imagem e semelhança”

Nietzsche: Chega a anunciar a morte de Deus e a necessidade do homem de assumir a responsabilidade sobre sua existência no mundo.

_______



As principais contribuições do pensamento sociológico clássico:


Durkheim Comte e o pensamento positivista.

O pensamento positivista foi a primeira corrente teórica do pensamento social.

O Positivismo estabeleceu uma autonomia à ciência da sociedade.
Representante: Comte.
Comte deu o primeiro nome de “física social”.

A questão da física e biologia não deram muito certo para a sociologia. Pois os princípios reguladores do mundo físico e do mundo social diferem quanto à sua essência.

Darwin comete um erro de interpretação ao afirmar que o homem (que constitui uma mesma espécie) também constitui uma mesma cultura. Temos culturas diferentes, mesmo sendo da mesma espécie.
A questão da seleção natural, por exemplo. Sabe-se que a cultura humana concorre para o limite da ação da lei de seleção natural. Ela aplica-se ao homem, mas de maneira especial e relativa

Um erro grave foi o conceito de espécie, aplicado levianamente à análise da sociedade no séc. XIX como justificativa para a ação política e econômica europeia sobre a África e a Ásia. [?]

O mercado é uma exceção, pois possui regras próprias que não podem ser totalmente controladas pelo homem.

Ainda, sobre a seleção natural: desenvolvimento Industrial gerava conflitos para o homem. Os empobrecidos e explorados organizavam-se, exigindo mudanças políticas e econômicas.
Os primeiros pensadores positivistas responderam a seus questionamentos e reivindicações com as noções de “ordem e progresso”.
 

Dois tipos de evolução:
I – Evolução da sociedade da mais simples a mais complexa.
II – Ajuste dos indivíduos à sociedade, garantindo o seu melhor funcionamento, igualdade, etc.

Augusto Comte identificou na sociedade esses dois movimentos vitais: chamou de “dinâmico” o que representava a passagem para formas mais complexas de existência, como a industrialização; e de “estático” o responsável pela preservação dos elementos permanentes de toda organização social.
Dinâmico: Industrialização, Revoluções
Estático: Família, Religião, Direito, Linguagem
(Comte privilegiava o estático em detrimento do dinâmico)


_______




Weber – Conexões de Sentido:

Pensamento alemão -> diversidade. Preocupava-se com o estudo da diferença.
A sociedade sob umas perspectiva histórica

Weber combina a história e a sociologia; estuda o passado para entender o presente. Seu objeto de investigação é a ação social (Na sociologia, ação social refere-se a qualquer ação que leva em conta ações ou reações de outros indivíduos e é modificada baseando-se nesses eventos).

Não prevemos consequência de nossas ações
O homem passou a ter, como indivíduo, na teoria weberiana, significado e especificidade. É o agente social que dá sentido a sua ação.

Não existe oposição entre indivíduo e sociedade. [?]

A tarefa do cientista é descobrir os possíveis sentidos das ações humanas presentes na realidade social. Captar o sentido produzido pelos diversos agentes em todas as suas consequências.

Basicamente, os fatos sociais são acontecimentos que tem origem nos indivíduos. Assim, o social só se manifesta em  indivíduos expressando-se sob forma de motivação interna e pessoal.
 

O Tipo Ideal:
Para atingir a explicação dos fatos sociais, Weber propôs um instrumento de análise que chamou de “Tipo Ideal”.
casos particulares -> construção teórica abstrata. (Método Indutivo)
**O tipo ideal não é um modelo perfeito a ser buscado. É um instrumento de análise científica**.